O Senhorio de Jesus nos tempos de hoje.

Submeter-me ao Senhorio de Jesus

“Ó Senhor, nosso Deus, como é glorioso teu nome em toda a terra! Sobre os céus se eleva a tua majestade!” (Sl 8,2).

Os feitos poderosos  do Senhor são vistos por toda parte! Tenho buscado ter olhos para vê-los, em especial, submeter-me ao Seu Senhorio. 

Em 1977, aos 27 anos e cinco anos da minha primeira conversão, aceitei Jesus como Salvador e Senhor da minha vida.

Comecei a participar do movimento da RCC (Renovação Carismática Católica), fui batizada no Espirito Santo, com os frutos de uma vida no Espírito: ardor pela Bíblia, vida de oração, sacramentos e disponibilidade em servir.

Esses anos culminaram com minha participação no “Catecumenato”, um caminho de discipulado com padre Jonas em direção ao Senhorio de Jesus.

Na Festa de Cristo Rei, em 1977, num certo momento do Encontro, veio-nos o apelo de Jesus por meio do padre Jonas: “Deixar tudo – pai, mãe, trabalho, estudo, namoro – e seguir Jesus, viver em comunidade para evangelizar”. Que grande desafio!

Em poucos minutos, foi preciso refletir, pensar e decidir, entregando, definitivamente, as rédeas da minha vida ao Senhorio de Jesus. Ali orei e dei o passo inicial àquele convite do padre. Comecei, então, a compreender o que a Igreja Católica ensina: “A Igreja crê que a chave, o centro e o fim de toda a história humana se encontra no seu Senhor e Mestre”. 

“Desde o princípio da história cristã, a afirmação do Senhorio de Jesus sobre o mundo e sobre a história significa também o reconhecimento de que o homem não deve submeter a sua liberdade pessoal, de modo absoluto, a nenhum poder terreno, mas somente a Deus Pai e ao Senhor Jesus Cristo” (CIC 449-451).

Toda oração cristã é marcada pelo título de “Senhor”, até o clamor cheio de esperança: Maranathá, vem, Senhor! (1 Cor 16,22). Confessar ou invocar Jesus como Senhor é crer na sua divindade.

“Ninguém pode dizer ‘Jesus é Senhor’, a não ser pela ação do Espírito Santo” (1 Co 12,3).

“Para que, em o Nome de Jesus, todo joelho se dobre no céu, na terra e abaixo da terra, e toda língua confesse“Jesus Cristo é o Senhor”, para a glória de Deus Pai” (Fl 2,10-11).

Jesus, eu confio em Vós!

 
Indique a um amigo
 
 
VEJA MAIS FORMAÇÕES